Unitins atua no fomento à iniciação científica com estudantes de Ensino Médio de escolas públicas

Objetivo é estimular a pesquisa científica e a busca pelo conhecimento entre os estudantes

Carlos de Bayma Propesp 06/12/2023 18:17

Equipe da Diretoria de de Fomento à Iniciação Científica durante visita à Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros (Fotos: Arquivo Pessoal)


 

A equipe da Diretoria de Fomento à Iniciação Científica da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) vem atuando junto às escolas públicas firmando parcerias e trabalhando na implantação do Programa de Iniciação Científica no Ensino Médio (Pibic-EM). A primeira parceria foi com a Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros, do Jardim Taquari, em Palmas, desde o Ciclo 2020/2021, sendo a pioneira do Pibic-EM da Unitins.

Já com a Escola Estadual Fazenda Dezesseis, de Augustinópolis, a parceria foi firmada em abril de 2023. Após a primeira visita foram realizados todos trâmites de seleção de projetos, via editais, e os alunos que atuariam no Programa. Em novembro, a equipe da Diretoria de Fomento voltou à Augustinópolis para desejar boas-vindas a esses novos atores, os estudantes do Ensino Médio, e reforçar que o Pibic-EM é uma oportunidade valiosa para desenvolver habilidades de pesquisa, aprender sobre o método científico e explorar temas de grande relevância para a sociedade.

A diretora de Fomento à Iniciação Científica, professora Flávia Barreira Gonçalves, destacou a renovação da parceria com a Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros. “Ao renovarmos e fortalecermos esta parceria, a Diretoria de Fomento à Iniciação Científica se compromete em continuar apoiando e promovendo a excelência em pesquisa científica entre os estudantes do Ensino Médio. E essa excelência advém dos professores/orientadores (tendo professoras Mayra e Willany como colaboradores desde o ciclo 2022/2023 e Rubens Martins que entrou para o time de orientadores do Pibic-EM nesse novo ciclo (2023/2024). Agradecemos à Escola, em nome da professora Vanuzia e do Rômulo, que não medem esforços para fortalecer e apoiar a consolidação do Pibic-EM”.

“Reiteramos nossos agradecimentos a toda equipe da Escola Estadual Fazenda Dezesseis, em nome da diretora Tatiane, por apoiar e acolher o Pibic-EM e ressaltar que envolvimento ativo da escola nesse programa é crucial para proporcionar e inspirar o interesse dos estudantes numa experiência enriquecedora na iniciação científica. Reconhecemos e agradecemos também o comprometimento dos professores da Unitins, Andrea Pereira, Cheila Fernandes e Francisco Kenedy, que ao aceitar orientar esses estudantes demonstram que a orientação não apenas fortalece o aprendizado, mas também inspira o amor pela pesquisa e pelo conhecimento”, destacou Flávia.

 

Parceria

A diretora da Escola Estadual Maria dos Reis Alves Barros, professora Vanuzia Amorim de Oliveira Aires, destacou que “essa parceria com a Unitins é muito proveitosa e importante na medida em que o Pibic-EM dá oportunidade aos alunos de se envolverem em atividades científicas, em um ambiente de aprendizagem que sai do conteúdo tradicional da sala de aula, incentivando a curiosidade, a investigação e o pensamento crítico”.

“Os alunos que participam desse projeto têm a chance de desenvolver habilidades de suma importância para a vida acadêmica, dentre elas podemos destacar a formulação de hipóteses, a coleta de dados e a própria escrita acadêmica, tão necessária no cenário atual da escola, e também a comunicação oral. Habilidades essas que se somam a outras, que serão aperfeiçoadas ao longo da vida escolar, permitindo a continuidade nos estudos pessoais adquirindo conhecimentos e práticas com aplicabilidade na realidade local e, por sua vez, os tornam protagonistas de seu projeto de vida, críticos e atuantes na sociedade”, afirmou Vanuzia.

“A parceria da Unitins e Escola Maria dos Reis Alves Barros proporcionou condições para a implementação do Pibic-EM. Os projetos de Iniciação Científica em Educação Ambiental podem promover a autonomia, a formação crítica e reflexiva e a compreensão dos conhecimentos científicos em Educação Ambiental na sociedade. Para esses estudantes, desenvolver habilidades básica, como apreender a pesquisar é relevante para seu futuro como acadêmicos. Destaco a iniciativa da Unitins, na articulação e apoio desse programa de iniciação científica como forma de aproximar e integrar pesquisa ao Ensino Médio”, explicou a orientadora, professora pesquisadora Willany Palhares Leal.

Escola Estadual Fazenda Dezesseis

A diretora da Escola Estadual Fazenda Dezesseis, professora Tatiane Padilha, explicou que “um dos maiores benefícios deste programa aos estudantes do Ensino Médio é a aproximação com o mundo universitário. Isso porque, antes mesmo de ingressar em um ambiente acadêmico, o estudante dessa etapa tem a chance de interagir com o mundo científico para conhecer como são realizadas as pesquisas, ampliar seu conhecimento sobre o tema explorado, além de impactar positivamente no resultado de sua aprendizagem”.

 

Visita à Escola Estadual Fazenda Dezesseis, no municúpio de Augustinópolis


A professora Andrea Pereira, orientadora do Pibic-EM junto aos estudantes da Escola Estadual Fazenda Dezesseis, explicou que “são cinco projetos, sendo dois do professor Francisco Kenedy, dois da professora Cheila Fernandes, e um meu. No meu caso, é uma pesquisa de campo, no qual o meu orientando vai fazer um diagnóstico de como é composto o orçamento familiar das pessoas que moram na Fazenda Dezesseis. Eu e a professora Cheila realizamos uma oficina com esses estudantes, pois, por se tratar de estudantes do Ensino Médio, eles ainda não têm tanta intimidade com a pesquisa científica, então fizemos essa oficina, agora em novembro, para que eles entendam o que é um objetivo, o que é um problema, os tipos de pesquisa, para auxiliá-los no desenvolvimento desses trabalhos”.

Ouvidoria UNITINS
162
Ouvidoria
Geral do Estado do Tocantins
Acesso à Informação
Portal da Transparência
Demonstrativos da UNITINS