Pesquisa de clima organizacional revela que mais de 95% dos servidores consideram a Unitins um bom lugar para trabalhar

A pesquisa foi realizada em setembro deste ano e respondida por 290 servidores

FRANCISCA LAYLLA PEREIRA DE SOUSA LIMA Recursos Humanos 22/12/2021 14:26

A Pró-Reitoria de Administração e Finanças (Proaf) da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) divulgou os resultados da Pesquisa de Clima Organizacional realizada em setembro deste ano. A pesquisa teve como objetivo analisar a percepção dos seus servidores (docentes e técnicos administrativos) em relação ao ambiente de trabalho. A pesquisa foi respondida por 290 servidores, o equivalente à 45% do quadro de colaboradores da universidade.

 

Segundo o pró-reitor de Administração e Finanças, Daniel Bardal, essa primeira edição teve uma boa adesão, o que permitiu identificar pontos que a Unitins precisa investir. “A Pesquisa de Clima Organizacional possibilita escutar os servidores formalmente para, então, propor ações visando suprir cada necessidade para um ambiente de trabalho cada vez melhor”, destacou.

 

Os resultados apontaram que, em relação à escolaridade, 15% possuem ensino superior completo, 26% possuem pós-graduação (especialista) e 14% apresentam título de mestre. Já os indicadores de motivação mostraram que 86,6% dos servidores sentem-se motivados em trabalhar na Unitins, mais de 80% considera que seu trabalho é reconhecido e 95,5% considera a instituição um bom lugar para trabalhar.

 

Acerca das lideranças à frente dos setores, a pesquisa mostrou que cerca de 89% considera o seu chefe imediato a pessoa mais indicada para exercer essa função e 71% apontou o índice ‘muito bom’ para a sua relação com o seu chefe imediato.

 

Para a psicóloga da Unitins responsável pelo projeto de Pesquisa de Clima Organizacional, Ana Claudia Fachini, a gestão do clima organizacional auxilia a Gestão da instituição. Ela conta que, com os resultados da pesquisa, a Proaf está preparando planos de ações a serem desenvolvidos no decorrer de 2022, quem visem o preenchimento das lacunas identificadas. "Desta forma, deixando os servidores mais satisfeitos e motivados com o seu ambiente de trabalho e tendo como consequência o aumento da produtividade e o alcance das metas institucionais”, reforçou Ana.

 

A vice-reitora da Unitins, Darlene Teixeira Castro, corroborou o papel da pesquisa como uma ferramenta que possibilita melhorias. "Por meio dela [pesquisa] poderemos identificar os pontos que precisam de melhorias, além de descobrir a percepção dos colaboradores em relação a diversos fatores no ambiente interno e externo da universidade", pontuou Darlene. 

 

A Proaf apontou que uma das primeiras ações para o próximo ano será o investimento em capacitações para os servidores, medida tomada a partir dos resultados obtidos com a pesquisa. “A função da pesquisa é exatamente essa: entregar dados e informações à Gestão para que possamos alocar melhor os recursos e propor ações de melhorias ao serviço público”, explicou Bardal.

 

Os resultados da Pesquisa de Clima Organizacional da Unitins referente ao ano de 2021 podem ser conferidos na íntegra clicando aqui

162
Ouvidoria
Geral do Estado do Tocantins
Acesso à Informação
Portal da Transparência
Demonstrativos da UNITINS