Portal Notícia

  • 19/05/2016 13:08:00
  • 23/05/2016 15:35:10
  • Ruy Bucar

Programação tem continuidade com palestra sobre meio ambiente e paisagem cultural

Mostra de vídeo de paisagens culturais de cidades tocantinenses e exposição de animais taxidermizados e de peças históricas integram a programação da semana que se estende até sexta-feira, 20


Professora Juliana Mariano Alves, durante palestra sobre paisagem cultural e meio ambiente
Professora Juliana Mariano Alves, durante palestra sobre paisagem cultural e meio ambiente (Foto: Ruy Bucar/Ascom Unitins)

Teve continuidade nesta quinta-feira, 19, com palestra, exposição e mostra de vídeo, a programação da 14ª Semana de Museus, na sede do Núcleo Tocantinense de Arqueologia (Nuta), com sede em Porto Nacional. A programação teve inicio com a palestra "Meio Ambiente e Paisagem Cultural: do concreto ao abstrato, ideias para um mundo melhor", proferida pela professora da Unitins, Juliana Mariano Alves, engenheira ambiental e mestre em agroecossistemas, pela Universidade Federal de Santa Catarina. Prestigiaram o evento professores, pesquisadores e estudantes da rede pública. 

A professora deu uma verdadeira aula sobre paisagem e meio ambiente. Ela destacou a necessidade de um novo olhar para o meio ambiente que inclui a relação com o homem. Segundo a professora, um dos grandes desafios do desenvolvimento sustentável reside na ausência de avaliação do impacto do desenvolvimento no meio ambiente, o que pode levar a construção de um ambiente ruim, criando uma contradição que nega o próprio conceito de desenvolvimento.

Juliana propõe refletirmos sobre as palavras meio e ambiente como duas palavras ricas e não como se fosse uma só, de significado pobre. “Ambiente não é feito de coisas concretas, como gatos, árvores, rios ou cadeiras. Ambiente é abstrato, é estado de consciência que resulta de significados que nos afetam”, ressalta a professora, explicando que Meio pode ser poluído com sustâncias. Ambiente pode ser poluído com significados.  

“Muito interessante essa oportunidade de debatermos a cultura do nosso povo, as paisagens de nossas cidades em uma programação que valoriza os museus”, observa o estudante Marcos Vinicius,  elogiando a equipe de pesquisadores do Nuta pela dedicação em preparar uma programação tão rica e diversificada. O estudante recomenda uma visita ao museu do Nuta, que considera a oportunidade de fazer uma viagem pelas nossas origens, por meio do acervo arqueológico.

“O que mais me chama atenção aqui no Nuta é a riqueza do acervo e a organização”, sintetiza o professor Nélio Noleto Ribeiro, da Unitins, em visita a exposição de animais taxidermizados e peças históricas que integra a programação da Semana de Museus. O professor garante que visitar o museu é uma forma de valorizar o rico acervo que tem uma importância fundamental para a formação de novos profissionais de várias áreas.

Arqueólogo e professor Dr. Marcos Zimmermann, fala da importância do Nuta para a Unitins
Arqueólogo e professor Dr. Marcos Zimmermann, fala da importância do Nuta para a Unitins (Foto: Ruy Bucar/Ascom Unitins)

Professora Antônia Custódia Pedreira apresenta mostra acervo do Nuta aos visitantes
Professora Antônia Custódia Pedreira apresenta mostra acervo do Nuta aos visitantes (Foto: Ruy Bucar/Ascom Unitins)

© Universidade Estadual do Tocantins - UNITINS
108 Sul Alameda 11 Lote 03, Cx. Postal 173, CEP: 77020-122, Palmas-TO
FONES: (63) 3218-4936 / 3218-2902 / 3218-2974
Desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da Informação