Portal Notícia

  • 07/04/2021 12:57:00
  • 07/04/2021 13:33:45
  • Ruy Bucar

Acadêmicos de Tecnologia em Gestão do Agronegócio participam de aula especial sobre Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento

Evento contou com a participação do engenheiro agrônomo Richard Antônio Souza, empreendedor na área de serviços com uso de Vant’s



 

Acadêmicos do curso de Tecnologia em Gestão do Agronegócio da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Câmpus Paraíso, participaram, no último dia 31, de uma aula especial sobre aplicação de Sensoriamento Remoto no Agronegócio, no âmbito da disciplina de Sensoriamento Remoto de Geoprocessamento. A aula foi no modo virtual, com transmissão pela plataforma Google Meet.  

 

 

A aula teve como objetivo ministrar conceitos básicos sobre sensoriamento remoto e geoprocessamento no agronegócio: usos e aplicações. Contou com a participação do engenheiro agrônomo Richard Antônio Souza Mesquita, diretor da Ventusmap Geotecnologias Ltda, que atua na prestação de serviços com uso de Veículos Aéreo Não Tripuláveis (Vant’s). 

 

A professora da disciplina, Flávia Fernandes Ribeiro Miranda, avalia que aula foi muito proveitosa pela oportunidade de unir a teoria à prática. "A aula foi de fundamental importância para que os alunos fizessem uma relação teoria/prática e a utilização do SR dentro do agronegócio. Ver um jovem empreendedor na área é empolgante e exemplo para eles que ainda estão na faculdade”, ressalta.

 

 

O professor Adriano Sérgio Bernardo Queiroz, coordenador do curso de Tecnologia em Gestão do Agronegócio, comenta que na agricultura e no agronegócio o sensoriamento remoto tem grande importância, sendo uma ferramenta que pode ser utilizada em diversas atividades e relaciona algumas delas, como estimativa de área plantada, análise da cobertura vegetal, topografia, drenagem e tipo de solo, detecção de falhas na irrigação, adubação ou preparo do solo entre outros.  

 

“Quando olhamos para o preparo que o profissional do agronegócio precisa ter, vemos o domínio de ferramentas que trazem eficiência e ganho na produção para o produtor. O sensoriamento remoto está justamente alinhado à essa proposta, isto é, produzir com máxima eficiência, reduzindo custos. Esta proposta oferece ao produtor a possibilidade de alcançar lucros maiores do que eram inimagináveis outrora”, ressalta o coordenador, enfatizando que o sensoriamento remoto é uma alternativa que tem muito a oferecer ao agronegócio.

 


Logo Unitins

© Universidade Estadual do Tocantins - UNITINS
108 Sul Alameda 11 Lote 03, Cx. Postal 173, CEP: 77020-122, Palmas-TO
FONES: (63) 3218-4936 / 3218-2902 / 3218-2974
Desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da Informação