Pesquisa Notícia

  • 16/10/2018 12:24:00
  • 17/10/2018 09:45:22
  • Thalia Cristina da Silva Batista

Apresentação cultural e palestra magna marcam abertura da XXV Jornada Científica da Unitins

Jornada contará com a exposição de 54 pesquisas científicas até sexta-feira



Abertura oficial da XXV Jornada de Iniciação Científica (Fotos: Cristian Reurison/Ascom Unitins)

 

Na manhã desta terça-feira, 16, foi iniciada a XXV Jornada de Iniciação Científica da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), com o tema “Ciência para a redução das desigualdades”. A Jornada contará com exposições de resultados de 54 projetos científicos. 

 

A abertura do evento contou com a participação do reitor Augusto Rezende, da vice-reitora Darlene Castro e dos pró-reitores de Pesquisa e Pós-Graduação, Ana Flávia Gouveia de Faria; de Graduação, Fred Newton da Silva Souza; e de Extensão, Kyldes Batista Vicente. 

 

O grupo ABÍ AXÉ EGBÉ, projeto de extensão da Universidade Federal de Alagoas, realizou uma apresentação cultural no início da solenidade.

Durante a abertura oficial o reitor ressaltou a importância da pesquisa para a universidade. “Os mais de cinquenta trabalhos que serão apresentados são um ganho institucional para a Unitins, para o estado e para o nosso país. Um evento desse porte é o que a gente precisa para a consolidação da instituição, para a construção de uma nova Unitins”, enfatizou.

 

Para a pró-reitora Ana Flávia, a apresentação dos trabalhos beneficia o aprendizado dos alunos tanto individual quanto coletivamente pelo caráter interdisciplinar da Jornada. “O evento é um momento que nós como professores conseguimos ver o crescimento de nossos alunos. Durante esse processo conseguimos identificar quem tem mais vocação para a pesquisa, e quem não tem vocação acaba se beneficiando também porque aplica toda a teoria que aprende em sala de aula ao buscar a solução de um problema”, afirma.

 

O evento ainda contou com a palestra magna com o tema “Ciência e Emancipação Social”, ministrada pelo professor doutor Édi Augusto Benini. Em sua fala o professor destacou que a busca por conhecimento foge da passividade. “A iniciação científica forma sujeitos ativos e a ciência não deve dar respostas absolutas, já que ela está sempre em discussão. Às vezes mais importante do que responder uma pergunta é levantar novos questionamentos em cima dela”, concluiu.

A programação continua com a apresentação das pesquisas, que segue até sexta-feira, 19, no Câmpus Graciosa e encerramento e premiação da XXV Jornada de Iniciação Científica, sexta-feira às 17h.

 

(Texto: Thalia Batista e Ana Gabriella Regis)


© Universidade Estadual do Tocantins - UNITINS
108 Sul Alameda 11 Lote 03, Cx. Postal 173, CEP: 77020-122, Palmas-TO
FONES: (63) 3218-4936 / 3218-2902 / 3218-2974
Desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da Informação