ENADE

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) é um instrumento de avaliação integrante do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), instituído pela Lei n° 10.861/2004, juntamente com a avaliação institucional e a avaliação dos cursos de graduação. O Enade é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), segundo diretrizes estabelecidas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes.

  • O Enade é componente curricular obrigatório dos cursos de graduação, conforme determina a Lei nº 10.861/2004, sendo o registro de participação condição indispensável para a emissão do histórico escolar, exigindo, assim, a participação de todos os alunos ingressantes ou concluintes.

  • O Enade tem como objetivo  avaliar o desempenho dos estudantes com relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos de graduação, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

  • O Enade é uma forma de avaliar o curso e a instituição por meio do desempenho dos alunos na prova. O resultado do Enade é um indicador de qualidade que serve de referência para o ciclo avaliativo do Sinaes/MEC.

  • O Indicador de Desempenho no Enade em conjunto com as informações do Censo da Educação Superior e as respostas dos alunos no Questionário Socioeconômico servem de base para o cálculo do IGC (Índice Geral dos Cursos). 

 

O Enade avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

 

Aplicado pelo Inep desde 2004, o Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, composto também pela Avaliação de cursos de graduação e pela Avaliação institucional. Juntos eles formam o tripé avaliativo que permite conhecer a qualidade dos cursos e instituições de educação superior brasileiras. Os resultados do Enade, aliados às respostas do Questionário do Estudante, são insumos para o cálculo dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior.

 

A inscrição é obrigatória para estudantes ingressantes e concluintes habilitados de cursos de bacharelado e superiores de tecnologia vinculados às áreas de avaliação da edição. A situação de regularidade do estudante é registrada no histórico escolar.

 

O Ciclo Avaliativo do Enade determina as áreas de avaliação e os cursos a elas vinculados. As áreas de conhecimento para os cursos de bacharelado e licenciatura derivam da tabela de áreas do conhecimento divulgada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Já os eixos tecnológicos são baseados no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (CNCST), do Ministério da Educação. 

 

Importância do Enade

O Enade é um importante momento na sua vida acadêmica. Ao realizar a prova, você estará representando o seu curso, os colegas e a Universidade, devendo realizá-la com responsabilidade e comprometimento. Para tal, o site do Enade lhe proporciona ferramentas de apoio para que você possa revisar os conteúdos e se preparar com tranquilidade. O simulado e as provas disponibilizadas servem para você conhecer e realizar as questões, revisando os conteúdos abordados durante a sua graduação.

O seu desempenho é fundamental para alcançarmos o conceito máximo do MEC. Faça a prova com cuidado e concentração e vamos juntos rumo ao sucesso!

 

Quem deve participar do Enade?

  • Estudantes Ingressantes, aqueles que tenham iniciado o respectivo curso no ano, e que estão devidamente matriculados, e que tenham de zero a 25% da carga horária mínima do currículo do curso cumprida até o final das inscrições do ENADE.
  • Estudantes concluintes dos Cursos de Bacharelado ou Licenciatura: aqueles que tenham expectativa de conclusão do curso até julho do próximo ano ou que tenham cumprido 80% (oitenta por cento) ou mais da carga horária mínima do currículo do curso da IES até o final das inscrições do Enade. Estes devem obrigatoriamente realizar a prova.
  • Estudantes concluintes dos Cursos Superiores de Tecnologia: aqueles que tenham expectativa de conclusão do curso até dezembro do ano corrente ou que tenham cumprido 75% ( setenta e cinco por cento)  ou mais da carga horária mínima do currículo do curso da IES até o final das inscrições do Enade. Estes devem obrigatoriamente realizar a prova.
  • Ingressantes e Concluintes Irregulares – são considerados irregulares todos os estudantes habilitados ao Enade de anos anteriores que não tenham sido inscritos ou não tenham realizado o Exame, por motivos não previstos na Portaria Normativa MEC nº 40/2007.

 

 Quem está dispensado do Enade?     

  • Os estudantes ingressantes, que tenham de zero  a 25% da carga horária mínima do currículo do curso cumprida até o final das inscrições do Enade, serão inscritos, porém, não farão a prova, sendo a sua inscrição feita apenas para registro e cálculo de indicadores da educação superior.
  • Também serão dispensados os estudantes que colarem grau até o último dia do período de retificações.
  • Estão dispensados também os estudantes matriculados que, durante a data do Exame, estiverem cursando atividades curriculares fora do Brasil. 

 

Áreas de conhecimento e eixos tecnológicos:

Ano I

  • Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Ciências Agrárias, Ciências da Saúde e áreas afins;
  • Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Engenharias e Arquitetura e Urbanismo;
  • Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar e Segurança.

 

Ano II

  • Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Linguística, Letras e Artes e áreas afins;
  • Cursos de licenciatura nas áreas de conhecimento de Ciências da Saúde; Ciências Humanas; Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Linguística, Letras e Artes;
  • Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Ciências Humanas e Ciências da Saúde, com cursos avaliados no âmbito das licenciaturas;
  • Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura e Produção Industrial.

 

Ano III

  • Cursos de bacharelado nas Áreas de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas e áreas afins;
  • Cursos de bacharelado nas Áreas de Conhecimento Ciências Humanas e áreas afins que não tenham cursos também avaliados no âmbito das licenciaturas;
  • Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design.

 

 

162
Ouvidoria
Geral do Estado do Tocantins
Acesso à Informação
Portal da Transparência
Demonstrativos da UNITINS