Câmpus Dianópolis Notícia

  • 11/11/2015 16:25:00
  • 12/11/2015 17:57:26
  • Fabrício Soveral

Grupo de trabalho de Dianópolis conclui etapa do estudo para mudança da personalidade jurídica da Unitins

Proposta é para que a Unitins seja uma autarquia de regime especial



O grupo de trabalho formado por integrantes do Câmpus Dianópolis da Unitins concluiu o estudo sobre a criação da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), como uma autarquia de regime especial, ainda na semana passada. Pela PORTARIA/UNITINS/GRE/Nº 537, publicada no Diário Oficial do Tocantins (DOE), no último dia 26 de outubro, as comissões de trabalho tinham um prazo de 15 dias para concluir os relatórios.

Segundo o diretor do câmpus de Dianópolis, Raimundo Rodrigues Bezerra, essa é uma oportunidade única para a Unitins. “Como fundação [modelo atual] somos limitados, agora como uma autarquia passaremos a ter autonomia administrativa e financeira, o que amplia as nossas possibilidades. Passaremos a ser um órgão auxiliar do poder executivo”, destaca Raimundo. O diretor cita como instituições no mesmo regime proposto para a personalidade jurídica da Unitins, o Banco Central e a Universidade de São Paulo, o que considera boas referências para que a proposta siga adiante.

Também fizeram parte do grupo de trabalho de Dianópolis os docentes Hamurab Ribeiro Diniz e Beatriz Cilene Mafra Neves; o discente Elmison Sousa e Silva; e as técnicas-administrativas Celenita Gualberto Pereira Bernieri e Terezinha de Jesus Alves Leal.

Grupo de trabalho do Câmpus Dianópolis (Foto: Divulgação)


Saiba mais

Após a publicação da PORTARIA/UNITINS/GRE/Nº 537 no DOE foram instituídas quatro comissões, compostas por cinco membros, dentre pró-reitores, docentes, servidores e alunos. As comissões têm como tema: ensino, pesquisa e extensão; patrimônio e orçamento; legislação; e recursos humanos.

Outras três comissões ficaram responsáveis pelos levantamentos nos câmpus de Araguatins, Augustinópolis e Dianópolis.  As comissões tiveram um prazo de 15 dias, a partir da publicação da portaria, para apresentar o resultado do estudo ao comitê central.

Já o comitê central irá recepcionar, organizar, sistematizar e analisar todo material produzido pelas comissões, sendo formado pelos quatro pró-reitores; pelo chefe de gabinete, André Victor Araújo Gonçalves; pela vice-reitora, Suely Quixabeira; pela reitora, Elizângela Glória Cardoso; e pelo procurador do Estado, Kledson de Moura Lima.

O objetivo do trabalho é a criação da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), como uma autarquia de regime especial. Desta maneira, a universidade mudará a personalidade jurídica, hoje uma fundação pública.


© Universidade Estadual do Tocantins - UNITINS
108 Sul Alameda 11 Lote 03, Cx. Postal 173, CEP: 77020-122, Palmas-TO
FONES: (63) 3218-4936 / 3218-2902 / 3218-2974
Desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da Informação